Consultora fala sobre a, ainda atual, problemática das diferenças entre homens e mulheres e pessoas acima dos 40 anos, no mercado de trabalho.

De acordo com pesquisa recente, do órgão SEADE – de fevereiro de 2019, “A Proporção de mulheres chefes de família cresceu de 27,5% para 33,1%, entre 2007/08 e 2017/18”; mas se analisarmos os dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego da mesma Fundação, de março de 2018, as mulheres recebem o equivalente a 87% da remuneração recebida pelos homens.